MENU

14 de junho de 2015 - 10:45F1, WEC

Hülkenberg

Hulk

SÃO PAULO | Você já deve ter lido por aí algo como “deem um carro decente para Hülk”; se não leu, já deve ter pensado nisso; e se não pensou, ainda tá em tempo — ou você não conhece automobilismo. Já tem um bom tempo que a F1 é ingrata e injusta com um dos pilotos mais brilhantes que surgiu nesta leva que só a Alemanha é capaz de proporcionar em tempos pós-Schumacher. Hülkenberg foi convidado pela Porsche para alinhar um terceiro carro em Le Mans e acabou como líder de um trio composto por outros dois jovens pilotos, Nick Tandy e Earl Bamber. Hoje, chorou e sorriu como nunca deve ter feito na vida.

Porque é daqueles momentos em que o êxtase em algum momento também faz passar aquele flashback rápido da carreira e logo acelera para ver o futuro. Hülkenberg é, definitivamente, um piloto de ponta e não pode se contentar em fazer figuração numa Force India ou em qualquer equipe mediana da F1. E não vai ser mais o mesmo quando o sonho de hoje tiver de ser deixado de lado rumo à Áustria para voltar à realidade.

Quantos dias forem, Hülk vai experimentar na F1 o que nunca pôde sentir: a sensação de ser um astro. Numa F1 insossa e carente de bons momentos em pista, o grid inteiro vai reverenciá-lo e vê-lo com outros olhos no próximo fim de semana em Spielberg.

Muito se fala que o grande problema de Hülk, fora ser grande em altura, é o fato de não saber se vender. Le Mans é a maior vitrine deste manequim que cabe como uma luva numa Mercedes ou na Ferrari que lhe deu as costas há dois anos por conta da vendetta de Luca di Montezemolo, colérico diante de um Alonso que queria se ver livre da equipe e que resolveu chamar Räikkönen de volta só para perturbar a vida do espanhol.

Pois que seja a Ferrari, que seja ela para trazer um #27 de volta a seu carro, que seja ela para desfazer o erro nas mãos de um chefe de equipe que já mostrou entender do riscado, Arrivabene. E se não for ela nem nenhuma, que Hülk vá ser feliz e vitorioso na carreira e que transforme a F1 numa escada para o WEC, e é incrível ver este patamar da F1, quase de categoria de base para um campeonato real, de investimento de montadoras e tecnologias, de competição e emoção. É mais do que incrível.

É tão incrível como Hülk.

35 comentários

  1. Bonetto disse:

    Quantos posters do Hulk vc tem em seu quarto Victor?! ehehe (desculpe! não deu p deixar a piada!!) Hulk é e sempre foi meia boca, nunca foi unanimidade, acho até um piloto interessante, mas daí a descrever este pilotaço que vc descreveu, acho que está um pouco longe…

  2. Edson disse:

    Ola pessoal, vejam esse vídeo aqui, Ano 2004, piloto Alonso, pista Magny Cours.
    https://www.youtube.com/watch?v=y2tv9Rq2zdk
    Outros tempos, quanta saudade do berro desse motor!!!
    Valeu!!!

  3. marcelo disse:

    Assino embaixo Martins!
    Nos já tivemos piloto na F1! Agora é só recordação! Esse rapaz ainda se mantém no grid por seu talento na pilotagem!Sejamos honestos amigos, Massa é um grande piloto, e rápido,,, agora é preciso um circuito sem carros na frente dele e sem retardatários…RsRs! Gostaria muito de ver Hulk numa Mercedes ou Ferrari garanto que a zona de conforto de Vettel e o presunçoso Hamilton que se acha, acabaria rapidinho! A verdade é que Rosberg nunca enfrentou um piloto de verdade, a não ser o já sem reflexos Michael….

  4. Alfredo disse:

    Pronto. Agora Hulkemberg virou piloto de ponta. Essa WEC é uma corrida de duas empresas e se um dia a Toyota resolver dar no pé vai ser um carro correndo contra ele mesmo. Porsche e Audi são exatamente os mesmos caras, em garagens diferentes, compartilham informações no esporte e plataforma na área comercial.
    Hulkemberg é piloto meia boca, antipático, ninguém gosta dele nas equipes onde passa. Se fosse pra ferrari tomava um vareio do Vettel maior que o Kimi está tomando.
    E nessa corrida de WEC não ganhou sozinho e teve a pior performance do três que sentaram no mesmo carro.
    A F1 vai continuar a olhar pra ele com os mesmos olhos de antes. Ou teríamos todos que venceram LeMans sentados em equipes de ponta hoje!!!

    • Victor disse:

      VM responde: Seu conhecimento sobre automobilismo, WEC (cuja campeã é a Toyota) e Hülkenberg (no aguardo de alguém ter mencionado em algum momento sobre esta suposta antipatia e de ninguém gostar dele) é espantoso.

    • Rodrigo disse:

      Parece que algumas pessoas insistem em não ver o obvio.
      Ele foi o que pior se saiu com o carro, rodou muito mais lento que os outros dois. Inclusive assisti a corrida com narração em inglês, e a toda hora essa informação surgia.
      Eu mesmo gosto do Raikonnen, e de vez em quando insisto em não ver umas barbeiragens que ele faz, mas dai a colocar o Hulk num pedestal é errado.

  5. Rodrigo disse:

    Na boa, li mais ou menos a mesma coisa em vários sites.
    E acho que os jornalistas que as escreveram simplesmente não viram a corrida.

    O Hulkenberg começou girando 3s mais lento que os outros Porsches. Rapidamente caiu para sexto – atrás dos Audis. Rodrigo Mattar comentou isso no FOX Sport. Que ele estava MUITO lento. Que demora pra se adaptar e tal. Foi o companheiro dele que andou muito durante a noite e consolidou a liderança do Porsche 19. Hulkenberg foi um coadjuvante. Mais um do time. Nada mais e nada menos.

    Não que não seja um puta piloto. Não que não mereça um carro vencedor na F1.
    Mas daí dizer que “Hulkenberg ganhou Le Mans para a Porsche” – como muitos jornalistas publicaram – aí já é demais. E um desrespeito aos outros dois pilotos que andaram MUITO mais que ele no Porsche 19.

    Abraço

  6. Massa disse:

    Vitor, você deveria também fazer uma reverência ao Nelsinho Piquet que pra mim cometeu sim um pecado na sua juventude, mas sob muita pressão e pra ajudar um que se faz de santinho hoje que é o Alonso. Depois que foi banido da F1, correu em tudo que é carro e categoria e foi muito bem na Nascar e só parou por conta da falta de patrocínio (pra variar) hoje é líder da FE com grandes possibilidades de ser campeão e na estréia na F-Indy Ligths foi pole na classificação. Acho que já está tarde para voltar à F1, mas merecia um ato de crédito e uma segunda chance. Hoje é o único brasileiro que vem se destacando nas corridas automotivas pois o resto está só participando.

  7. Marcelo R. disse:

    Mas vai ser muito interessante se ele for para o lugar de Kimi. A surra que Vettel tomou do Ricciardo será carícia comparada a que o Hulkenberg fará se for para a Ferrari.

  8. marcelo silva disse:

    Lenta , silenciosa , esvaziada e chata , muito chata , a F1 atual !!!! E os pilotos já procuram outras categorias para ter um pouco de diversão !!! Abre o olho F1…

  9. Douglas disse:

    Eu imagino mesmo a sensação do Hulkenberg sexta feira entrando no VJM08. Infelizmente essa é a realidade da Force India por enquanto. Ela é minha equipe favorita, mas nem o melhor piloto pode fazer milagre com esse carro que é o mesmo do ano passado com algum tempero a mais.

  10. Robson rocha disse:

    Não da pra desprezar o que o nick Tandy e o earl bamber fizeram,le mans se ganha em equipe.mas na oitava hora ,depois da amarela?o #19 era quarto,e o Hulk passou o carro pro Tandy com quase um minuto de vantagem na liderança……..merece destaque todos pelo arrojo,os 3 souberam levar a corrida,arrojados sem serem afobados

  11. Caique Pereira disse:

    Victor,

    Me permita uma observação: Na trinca vencedora, o piloto que menos fez na condução do #19 foi o Hulk. O melhor piloto da prova, DISPARADO, foi o piloto que ninguém nunca falou a respéito: Nick Tandy…esse cara foi o responsável direto pela vitória. Fez as melhores voltas do carro durante a prova na madrugada, quando assumiu o volante e SUMIU do Lotterer…na média de tempo de volta, eu falo MEDIA, Hulk foi o mais fraco dos 3…basta conversar com o Renan para confirmar…somente depois que o tal Tandy assumiu e fez voltas seguidas em mais de 3 segundos sobre todos os outros, lá pela metade da prova, foi que este Porsche pôde começar a fazer seus pits e NUNCA mais voltar a perder a posição.

  12. Paulo Pinto disse:

    Uma injustiça na F-1 foi corrigida em Le Mans. É o Destino e suas voltas…

  13. Perfeito. Na Mercedes seria perfeito. Mas, Rosberg tem contrato. Que seja na Ferrari, então.

    A F1 não pode perder o Hulk.

  14. Wendell Oliveira disse:

    Incrível texto Victor. Te acompanho desde o seu início no Grande Prêmio é é incrível como você escreve. Excelente texto e um resumo do que se tornou a carreira do Hulk. Realmente existe vida fora da F1. O Hulk é um piloto excelente e merece uma chance em uma equipe de ponta. Que venha logo este reconhecimento.

  15. Ed disse:

    Parem de cobrir F1 então. Só escrevam sobre WEC, que tem uma corrida que importa no ano. Não aguentam F1? Mantenham o site só com WEC e F-E.
    Verstappen bem na F1? Carros são fáceis, um moleque chega lá e aprende rapidinho. Chega no WEC e ganha na estréia? Cara é foda, o mundo é injusto com ele. etc.
    Isso é ridículo, ao invés de engradecerem a vitória do cara que foi sensacional (e ele não ganhou sozinho, pq tá parecendo que sim.. a Porsche não tem nada a ver também pelo jeito. Se tivesse andado de Toyota tinha ganhado?), ficam tentando cutucar outros, criar polêmica, fazer comparações que não cabimento. Se é tão ruim a F1, esqueçam dela, parem de cobrir, vamos ser o grande prêmio se mantém. A necessidade de criar esse hype todo em cima do WEC beira o ridículo. E o Hulk não teve um carro de ponta na F1, pois todas as vezes que teve chande de fazer algo diferente se cagou todo. Chance de vitória? Bateu no Hamilton. Chance de pódio? Tomou passão do Perez, e ainda deu uma de chorão no rádio. Pole por causa da chuva? Na quarta curva estava em quarto já. Pastor Maldonado tem pole e vitória, Grosjean teve vários segundos lugares e quase ganhou algumas, Perez tem segundos lugares de Sauber(!) e pódio na Force India. Kobayashi tem pódio. Mas o problema é só a F1, não o piloto.

  16. Raquel disse:

    “Deem um carro decente para Hulk” é praticamente um mantra pra mim. E ver o que ele foi capaz de fazer na estreia em Le Mans, depois de ler uma reportagem nessa mesma semana sobre possíveis substitutos para o Kimi na Ferrari, dizendo que esse mesmo Hulk havia “perdido o bonde”, só me faz pensar em uma coisa (com o perdão da expressão chula vindo de uma dama): #CHUPAFERRARI

  17. Romero disse:

    O Hulk ganhou a f3 igualando recordes de vitórias da época , depois venceu a GP2 com 2 ou 3 provas de antecedência , mas teve soeu futuro selado qdo se desentendeu com o seu empresário que era o mesmo do schumi o poderoso Willi Weber , a partir daí nunca mais teve bons contratos senão seria hoje campeão da fórmula 1 . Temos que agradecer o wec pela oportunidade de vê-lo vencer novamente.

  18. Gustavo disse:

    Se eu fosse o Vijay Mallya, consideraria fortemente fechar a equipe de F-1 e criar uma equipe no WEC com o Hulk ao volante.

  19. R. CASAGRANDE disse:

    Também concordo que foi um erro. O Kimi não é mais o Kimi dos tempos de McLaren. E o Hülkenberg é bem melhor do que aquele finlandês sem graça que hoje está na Williams.

  20. Rodrigo disse:

    Com esse seu textão você demonstrou q entende bastante de F-1, como eu já suspeitava
    esse piloto alemão é excelente; uma pena que esse coitado não tem pódios

  21. Wunston disse:

    Nessa F1 lixo o WEC é a salvação.

  22. Mefistófeles disse:

    Se não tiver lugar em equipe de ponta na F 1
    acho que Hulk deve ir para o WEC e parabéns a Vijay patrão de Hulk na Force India que deixou ele ser a zebra em Le Mans!

  23. EduardoRS disse:

    Se eu fosse o dono da Ferrari, lançaria uma equipe na LMP1 e botaria o Hulk para liderar o time. O WEC daria muito mais retorno de investimento ara a Ferrari do que a F1 na atual situação e como tendência futura.

    • William disse:

      O problema da Ferrari é que eles não têm capacidade de criar um carro pra rivalizar com os Porsches e Audi…
      Ferrari vive de fama, carro que é bom, eles estão muito abaixo dos alemães (Mercedes, Porsche, Audi, BMW…) em qualquer que seja a competição…Basta olhar os resultados!

      • Rodrigo disse:

        Amigo, melhor se informar…
        Ferrari ganha Le Mans todo ano na GT. Já ganhou com o brasileiro Jaime Melo, com o Fisichella… Esse ano levou de novo na GT AM. BMW não corre em Le Mans há anos. Mercedes, idem.

      • EduardoRS disse:

        Será? Os últimos carros de rua deles (488 e LaFerrari) foram aclamados por todos os experts em pilotagem. O motor deles este ano na F1 já igualou no Mercedes depois de um primeiro ano de ajustes. Eles sabem fazer carro sim, e muito bem.

  24. Felipe Souza disse:

    Vai ser interessante ver qual reação terá a cúpula da F1 com o Hulk na Áustria. Certamente ele vai atrair muito mais atenção da mídia e dos torcedores por conta da vitória em Le Mans e eu não duvido que o boicotem nas entrevistas, na transmissão da TV e até no rádio. Acho que vão tentar o máximo para minimizar e abafar o feito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>