MENU

11 de janeiro de 2016 - 13:23Crônica

Bowie

SÃO PAULO | Voltar, assim, com a ida de David Bowie.

Bowie é daquelas gentes que muita gente não havia de entender. Multifacetado e performático, sua aparência andrógina deu vida a Ziggy Stardust mudou a música nos anos 70 introduzindo o sucesso de um extraterrestre em nosso planeta. Na década seguinte, era Bowie que quem queria mudar, tentando ser menos centro das atenções, mas já não havia mais volta. E foi assim até horas atrás, numa partida construída como só ele poderia fazer.

Lançou ‘Blackstar’, o único álbum que não contém qualquer imagem sua, às vésperas de seus 69 anos e mostrou ao mundo ‘Lazarus’, música cujo verso inicial fala que ele está no céu. A estrela preta que representa a obra de sete canções é o sinal não de que ele está se apagando, mas que um novo mundo está por vir, quase que aquele de Ziggy.

Bowie, que não me recordo ter aparecido em qualquer corrida de F1 ou moto, soube ser herói de muitos por muito mais que um dia — que os berlinenses e jovens americanos o digam —, soube ser fama, som e visão dentro da sua rebeldia e sob pressão, soube fazer dançar de forma mágica e mostrou um amor moderno em sua odisseia espacial e especial. Seu maior orgulho foi “ter afetado o vocabulário da música”.

Mas o legado que deixa é mais além do que isso. É que assim como soube viver, Bowie soube morrer.

5 comentários

  1. akira.jr disse:

    Gostei dos trocadilhos com as canções de Bowie ser inigualável, de multiplos talentos, ator, pintor, cantor, mostrou talento por onde passou, que fique eternamente em nossas mentes….

  2. Gene Mendes disse:

    Puta merda Victor, que texto lindo…

  3. JP disse:

    Mandou bem ! Fará falta este artista ímpar e inquieto ! Vai poder re-ensaiar “Let’s dance” com Stevie Ray Vaughan !

  4. Beto disse:

    Texto tão brilhante quanto o Bowie

  5. R/T disse:

    brilhante texto sobre um artista inigualavel

    bacana tambem o jogo de palavras com os titulos das canções …

    tu é foda, Martins, manda muito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>