MENU

6 de fevereiro de 2016 - 0:09Automobilismo brasileiro

A corrida e a torcida

SÃO BENTO DO SUL | Para baixo de Curitiba há uma estrada que corta um belo caminho e evita os transtornos da Régis Bittencourt. Em cerca de 90 minutos, depois de passar pela breve Agudos do Sul, chega-se a São Bento do Sul. É uma cidade maior do que se pensa, tão grande quanto o orgulho dos quase 80 mil que a habitam. O calor também é forte, apesar de dizerem que é pouca coisa acima do que se sente na capital do Paraná. O calor — ou pelo menos o tempo firme — é quase a vida para quem vive o automobilismo local.

Jonathan Linzmeyer e Rafael Garcia, o Tupagão, são dois deles. É petiscando a salsicha alemã chuchada na mostarda preta que eles começam a expressar a preocupação com a chuva que havia despencado com força no dia anterior. A pista de terra não estava para carros como deveria, e se isso se repetir lá pelo dia 18 ou 19, a 1ª Taça Noturna São Bento vai ser cancelada. Dou a ideia de fazer como se fora em Roland Garros: lona no saibro; Apesar de serem 2,2 km com uma largura considerável, é vista como viável. A bisteca e o joelho de porco chegam. A conversa vai longe. O sorriso que emana do orgulho vem fácil como as rodadas de chope.

Entrevista SBSEm uma passada rápida n”A Gazeta’ local, sai uma entrevista com Matheus Müller; no dia seguinte, ganho quase uma página no jornal. A agenda, então, reservava uma passada na sede do preparador Alexandre Frankerberger. É tido como o melhor. “Quem quer ganhar qualquer prova entrega o carro pra ele” é quase um lema. Alexandre havia preparado um dos carros para que eu fosse como passageiro conhecer o autódromo; maldita chuva. De qualquer forma, fui visitá-la. E não tinha como não andar nela, mesmo naquele estado.

Em duas voltas, percebe-se que andar na terra é completamente diferente do asfalto. A ‘Esfria Saco’ é a atração do traçado: uma curva fechada feita em descida que, como diria o outro, separa os homens dos meninos. Não chegou a esfriar, confesso, mas deve fazer valer seu nome quando a competição é acirrada. Muitos vão chegando à sede do São Bento Motor Clube junto com os barris de chope, o churrasco e Mateus Greipel.

Greipel foi campeão da Stock Light na década passada e chegou a correr na categoria principal. Desde que saiu, dedicou-se às corridas locais. Logo tratou de mostrar alguns vídeos seus das provas naquela pista e em Joaçaba. Acabou perdendo o campeonato na prova final, quando capotou.

A tarde foi caindo, a noite veio, e mais voltas na pista vieram. Eram mais de 10 ali em torno da mesa pensando na razão de suas alegrias e como deveriam ser melhor viabilizadas financeiramente, ainda mais com a digníssima ajuda que a Fauesc provém — entidade que honra os ideais de nulidade propostos pela CBA. O tempo voa, já é madrugada, a farra segue. Mas uma hora tem de acabar. Cada um tem sua vida a tocar no dia seguinte, de empresa de exportação à pizzaria.

E assim a gente vai fazendo amigos na vida. Amigos de sotaque diferente, de vida simples e de ideais similares. Daqui duas semanas, dias 20 e 21, todos vamos estar lá novamente. Há uma corrida de três horas a se acompanhar. Há uma torcida a se ver em volta da pista, nos barrancos e nas barracas. Há uma torcida para que a corrida dê certo.

4 comentários

  1. Alexandre Frankeberger disse:

    Grande matéria Victor, foi um prazer leva-lo dar umas voltas, mesmo que com carro de rua e sendo devagar…
    Única observação, que o nome que é sinônimo de competência e títulos no automobilismo é o mestre Arildo Frankenberger (meu pai)… e realmente, o melhor!!!!!

    grande abraço e semana que vem se tudo der certo vamos dar umas voltas la com um carro de corrida mesmo hehehe

  2. Allan disse:

    Bom dia Victor! Sou de São Bento do Sul e acompanho seu blog a um tempo. Tenho que agradecer a matéria feita sobre o automobilismo em nossa cidade. Há também uma correção a ser feita: o dono da equipe FF Racing e preparador de mãos cheias é o Arildo Frankenberger. O Alexandre é filho dele, e além de pilotar, ajuda a tocar a empresa nos dias de hoje.

    PS.: Foi o Arildo quem preparou o carro campeão do Mateus Greipel na StockCar Light. Pelo que se ouve aqui na cidade, este está fazendo o “chão” de alguns caminhões de ponta da F-Truck.

    Venha prestigiar a prova noturna de 3H aqui em São Bento do Sul. Tenho certeza que vai gostar do ambiente e das disputas na pista.

    Abraços!

  3. Rodrigo Pupo disse:

    Grande Victor, será muito bem vindo novamente a SBS.
    E esperamos que o tempo colabore com o espetáculo, pois a vontade de acelerar é enormo!!

  4. VM, seu canalha, teria ido a SBS pra te encontrar!
    Me arrepiou lendo sobre o esfria saco. Gelou o saco de lembrar e a adrenalina já foi nas alturas!
    Sobre o povo de SBS, tudo o que se disser é pouco. Só convivendo com essa galera pra sentir o calor humano que tem ali. Gente da mais alta qualidade, e o melhor de tudo, gente simples, independente do saldo bancário ou cargo que ocupam.
    Nos vemos dia 20!
    Abraços empoeirados

    PS1: O “Xande” é o administrador/gerente da FF Racing, mas o preparador é o pai dele, o Mestre Arildo Frankenberger
    PS2: Aposto que o Mateus só tomou água mineral… hahahahaha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>