MENU

16 de fevereiro de 2016 - 12:50Automobilismo brasileiro

F-Truck em apuros?

SÃO PAULO | Assim como a Stock Car, que perdeu o patrocínio máster da Schin, a F-Truck também não vive os melhores tempos — houve até rumores, aqui e ali, no fim do ano passado, de que a categoria poderia sumir do calendário do automobilismo brasileiro.

O campeonato dos caminhões também viu a debandada de um de seus apoiadores máximos. A Crystal não renovou. A Petrobras continua, mas reduziu a grana. Por conta disso, o grupo comandado por Neusa Navarro Félix abriu a possibilidade para que as equipes tenham outras empresas de óleo e combustível como suas parceiras.

Há também uma mudança nos pneus, que passam a ser Pirelli a partir deste ano.

Outra troca, mas que ainda está sendo estudada, é a de narrador e comentarista na TV Bandeirantes. Até o ano passado, Celso Miranda e Eduardo Homem de Mello exerciam as funções. O primeiro deve cuidar da Indy neste ano — que deve ter um espaço ainda mais reduzido na programação do grupo do Morumbi, contando com o BandSports, por causa da Eurocopa e das Olimpíadas no Rio.

Adendo 1: a Truck, via e-mail ameaçador de sua assessoria, fala em “falta de veracidade de alguns dos fatos relatados e que têm provocado problemas dos mais variados tipos para a organização da categoria”, porque a mudança dos pneus Bridgestone para Pirelli “não está confirmada”. Também disse que é um “ponto inverídico (…) o fato de a F-Truck deixar de existir nesta temporada, algo que jamais foi ventilado”.

Adendo 2: a Pirelli diz com veemência que está em “fase de negociação” e que a informação, por ora, não é verdadeira.

Adendo 3: A Truck se diz a categoria mais popular do Brasil…

Informação complementar: testes em pistas diferentes já foram feitos com os pneus Pirelli. Abraços e boa noite.

14 comentários

  1. Matheus disse:

    É triste ver o que esta acontecendo com a formula truck, patrocinadores e montadoras deixando a categoria, custos cada vez maiores, sempre as mesmas montadoras vencendo. Mas o mais notável nessa fase é o baixo publico nas arquibancadas. Para uma categoria que já chegou a ser comparada com o campeonato brasileiro de futebol em popularidade, ta feia a situaçao

  2. Eduardo Alves disse:

    É duro, pois este mesmo site dito de Automobilismo ignora a F-Truck. Normalmente publica apenas 02 matérias em Fim de Semana em que há etapa. Uma sobre o classificatório e outra sobre a prova. Nada mais. Já sobre F1, qualquer peido vira noticia, todos os blogs do portal repercutem e tudo mais.
    Sobre pneu, seria mais adequado informa que há negociações avançadas sobre a troca de fornecedor, não afirmar de forma contundente, pois o acordo ainda não foi selado.
    E por favor, sejam um site de automobilismo, não de F1. Há tanta coisa acontecendo e sendo transmitida para estas terras e o site passa batido ou coloca apenas uma matéria protocolar, pois se não de nada vale o discurso de esse esporte precisa mudar nessas terras se vocês não mudarem também.

    • Victor disse:

      VM responde: Damos o espaço que é necessário, que a audiência pede e que a categoria merece. Abraços.

    • Danilo disse:

      Mas esse mesmo site dá espaço para várias outras categorias,como a Moto GP,DTM,NASCAR,Indy,V8 Supercars,Formula e,WEC,entre outras.Se há pouco espaço para a Formula Truck é porque a própria F Truck não se esforça em fazer divulgação dela mesma.Isto é um fato.

  3. Hurricane81 disse:

    O Brasil esta em crise, varias fabricas fechando e ainda tem caboclo falando que é marolinha. Automobilismo nacional esta sucatiado desde a decada de 90.

    Obvio que todas as categorias vao sofrer esse ano com a falta de patrocinio nao adianta falar que esta tudo bem.

  4. Jefer Favoretto disse:

    Muito me admira um jornalista (?) com tão vasta experiência (?), publicar uma matéria sem antes conferir ou consultar se sua fonte esta correta, e para isso era só se comunicar com o assessor de imprensa da categoria.
    Se o senhor não sabe, vai aqui a informação, quem responde por essa assessoria é o Sr. Milton Alves. Entre em contato com ele e retrate simplesmente a verdade.
    É deplorável a sua atitude, pois além de publicar inverdades, prejudica o relacionamento entre pessoas e entidades sérias e comprometidas.

  5. Alexandre Augusto disse:

    Minha empresa ja participou patrocinando equipes na formula truck de 1998 a 2007 e os valores de patrocinio foram as alturas nos ultimos anos , inviabilizando a participacoes de medias empresas do evento.
    Se verificar fotos dos caminhoes nos anos 2000 vamos verificar que se perdeu muitos patrocinadores neste periodo .E com isso muito da divulgaçao tambem caiu pois nossas empresas faziam a divulgaçao nos nossos mercados de atuaçao , o que levava publico ao evento. De pouco em pouco a galinha enchia o papo.

    • eduardo disse:

      Alexandre, se sua empresa tem interesse em investir em automobilismo novamente, eu tenho uma boa proposta. Valor acessível e exposição nacional.

      abraço!

  6. Andre Rocha disse:

    Na pior das hipóteses, monte um time de futebol com os pilotos. Terão maior foco da imprensa e mais facilidade de arrumar patrocinadores. (/ironic off)
    Lamentável ver o automobilismo brasileiro afundando dessa forma. Vergonhoso!

  7. João Ferreira disse:

    Vixe….não acompanho muito a categoria, pois perdeu muito a competitividade, são sempre os mesmos que disputam ou quem larga na frente, sempre vence, desmotivou, além disso, alguns pilotos se aposentam e não vejo nenhuma grande novidade quanto a novos pilotos na categoria.

    Além disso, quebras frequentes dos caminhões tira o brilho, acho que chegou na hora de rever alguns conceitos esportivos, como renovar contratos de patrocinadores, sem restringir marcas concorrentes, só assim para a F-Truck voltar a uma grande disputa…

Deixe uma resposta para Victor Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>